Roberto Adami Tranjan: “Metanóia”

Staff Livros Leave a Comment

Ed. Gente. São Paulo,2002. 200 pgs.     Ganhei este livro de um amigo. Enviou-me como presente de Natal, e vinha com a dedicatória do autor que, segundo parece, é conhecido do meu amigo. “Para rever conceitos” – escreveu antes da assinatura. Nada mais lógico, pois este é o subtítulo do livro: Uma história de tomada de decisão que fará você rever …

Susanna Tamaro: “Va aonde seu coração mandar”

Staff Livros 5 Comments

Este foi o meu primeiro encontro com a obra de Susanna Tamaro.  Um momento inesquecível, prelúdio de muitos outros. Utilizei inúmeras vezes os dizeres que a autora coloca elegantemente neste livro, recomendei-o para muitas pessoas que, posteriormente, me agradeceram. Hoje, passados mais de 13 anos, vim lembrar que na época em que li “Vá aonde seu coração mandar” escrevi uma …

Marta Braga: “Lições de Gustavo Corção”

Staff Livros 2 Comments

Marta Braga: “Lições de Gustavo Corção”. Quadrante. 2010. 139 pgs.     Este livro –uma agradável surpresa que não esperava- brindou-me a oportunidade de lembrar, com imenso carinho, a obra de Gustavo Corção. Voltei a viver momentos inesquecíveis, da ha mais 30 anos, quando, recém chegado ao Brasil, fiz as minhas primeiras incursões na literatura nacional. Posso dizer que Corção tem sua …

William Faulkner: “Absalão, Absalão”

Staff Livros Leave a Comment

Faulkner canta e sonha o Sul profundo americano. Não é uma descrição, mas um delírio sulino onde os protagonistas são o destino, as paixões humanas, a miséria e a compaixão, que se apóiam em personagens que servem de mera desculpa para encarnar todas as atribulações humanas. Por isso, as personagens não se visualizam racionalmente, apresentam-se como atemporais, e a narrativa …

Daniel Innerarity. “Ética de la hospitalidad”

Staff Livros 6 Comments

Daniel Innerarity . “Ética de la hospitalidad’. Península. Barcelona 2001. 222pgs Livro fascinante, instigador, uma aluvião de idéias que pedem desdobramento. Posto deste modo, o conteúdo é infindável, pois depende da interação do leitor, das reflexões que seja capaz de alinhavar no vácuo dos enunciados e afirmações, muitas vezes surpreendentes, sempre desafiadores. Não é um livro fácil, embora não seja …

J.D. Salinger: “Franny & Zooey”. Editora do Autor. Rio de Janeiro. 1970

Staff Livros Leave a Comment

Salinger é um autor “Cult”, o que significa que todos se sentem no direito de opinar e vasculhar o significado dos seus escritos. Depois da sua recente morte, o tônus “Cult” aumentou. Acerca deste livro já se escreveu muito. Há quem diga que é uma discussão de caráter religioso, outros uma busca de sentido, outros um ensaio psicológico que mais …

Ivan Turgueniev: “Pais e Filhos”. Abril. São Paulo, 1971

Staff Livros Leave a Comment

Contemporâneo de Dostoievsky e de Tolstoi, Ivan Turguéniev é considerado um dos grandes romancistas russos. E o que me surpreende dos russos é sempre o mesmo. Os romances se iniciam com descrições do ambiente, do quadro de costumes imbuídos da moda afrancesada na Rússia Imperial. Tudo muito formal, muito superficial, onde as pessoas não têm nada que fazer –os nobres, …

Carlos Drummond de Andrade: “Cadeira de Balanço”. Record. Rio de Janeiro, 1992. 256 pgs.

Staff Livros Leave a Comment

     Ler Drummond é sempre sair com a sensação de que escrever é fácil, algo quase fisiológico. Não se poderia dizer o que ele diz, de modo mais simples e mais claro. Confesso que foi esse com esse propósito que retirei o livro que descansava há alguns anos na prateleira do meu escritório, à espera do momento oportuno. As semanas passadas …

David Gilmour: “O Clube do Filme”. Intrínseca. Rio de Janeiro, 2009. 234 pgs.

Staff Livros Leave a Comment

Um escritor, culto, conhecedor de cinema e com traços de anti-herói se defronta com o filho adolescente, que é um verdadeiro desastre no colégio. Surge a proposta: se não queres ir à escola, tudo bem; sempre que te mantenhas longe das drogas, e assistas três filmes por semana comigo. Um belo desafio, que não sabe onde vai dar.  Será que …

David Allen: “A arte de fazer acontecer” (Getting things done). Elsevier. São Paulo. 2005 200pgs.

Staff Livros Leave a Comment

Poderia ser um livro de auto-ajuda e talvez seja mesmo. Um livro para fazer melhor as coisas que todos temos de fazer diariamente. Os conselhos não são novos nem brilhantes, mas nem por isso deixam de ter importância; especialmente porque mesmo sendo conhecidos, são poucos os que, no frigir dos ovos, os colocam em prática. O autor recomenda que sendo …