Ponte dos Espiões: A sedutora criatividade do cumprimento do dever

Staff Filmes 1 Comment

“Bridge of Spies” (2015)  Diretor: Steven Spielberg. Tom Hanks, Mark Rylance, Alan Alda. 141 minutos. Entrou em cartaz sem estardalhaço nenhum. No jornal, não encontrei estrelas qualificando o filme. Surge sem fazer barulho, em low profile, como o advogado protagonista, Jim Donovan, nesta magnífica história contada pelos irmãos Cohen, e magistralmente orquestrada por Spielberg. Bastam esses nomes para dispensar qualquer necessidade de propaganda. Fui …

José Ortega y Gasset: Origen y Epílogo de la filosofía

Staff Livros Leave a Comment

José Ortega y Gasset: Origen y Epílogo de la filosofía. Austral. Espasa Calpe. Madrid. 1980. 139 pgs. Fazia algum tempo que não lia Ortega. Ou relia, porque conheço bem grande parte da sua obra, e utilizo em aulas e conferências as muitas citações que fui anotando ao longo dos anos. Para ser franco, não tinha este livro entre as minha …

Jordi Llovet: “Adiós a la Universidad. El Eclipse de las Humanidades”

Staff Livros Leave a Comment

Jordi Llovet: “Adiós a la Universidad. El Eclipse de las Humanidades”.  Galaxia Gutenberg/Círculo de Lectores. Barcelona (2011). 408 págs. O sugestivo título desta obra, fez-me pensar que seria um ensaio em tema que muito me atrai. Comprei-o, e o deixei repousar algum tempo na prateleira, hábito que sempre sigo para não ir com muita sede ao pote. Os livros também …

Patrick Modiano: Ronda da Noite

Staff Livros Leave a Comment

Patrick Modiano: Ronda da Noite. Roco. 2014. 126 pgs. Um romance curto, rápido, quase vertiginoso, do Premio Nobel de 2014. Sem trama definida, uma mistura de flashback com projeções e possibilidades, combinando sonhos e reflexões, em aventura que alterna a realidade com o onírico. Ambientado a gosto do escritor francês, nos tempos da ocupação nazista da França, um tema recorrente …

(Español) Rosa Montero : El peso del Corazón.

Staff Livros Leave a Comment

Rosa Montero : El peso del Corazón. Seix Barral. Barcelona. 2015. 397 pgs. El título me había llamado la atención, cuando tropecé con él en una página de crítica literaria. Debe ser ese el peso del corazón, de los afectos que no estaban previstos. Si, mucha técnica, y ¿dónde quedan las emociones, la afectividad, el corazón? Fue lo que pensé. …