Juan Manuel de Prada: La Nueva Tiranía.

Pablo González Blasco Livros Leave a Comment

Juan Manuel de Prada: La Nueva Tiranía. Libroslibres. Madrid. 2009.  350 págs.

Coleção de artigos publicados principalmente em ABC e em XL Semanal, onde o autor exprime-se à vontade, sem nenhuma classe de eufemismo. O estilo é direto, jornalístico, às vezes excessivamente saturado de epítetos –o que mostra o caráter apaixonado de Prada- e permeado de divertidos traços  de casticismo hispânico.  Vai direto ao ponto que lhe interessa e dá o recado de modo claro.

As críticas mordazes e destruidoras à esquerda espanhola de hoje (PSOE e todos os sucedâneos), sem poupar a direita medíocre e sem propostas. As raízes cristãs e católicas colocadas sem tapumes, com interessantes crônicas dos dias Romanos que rodearam a morte de João Paulo II, onde o autor desempenhava a função de correspondente no Vaticano. Suas raízes familiares, as saudades do cinema de sempre, os autores e personagens que marcaram sua formação, e as considerações que ele mesmo faz do Evangelho e da Doutrina Cristã, tudo escrito num estilo desenfadado, claro, contundente e ameno.

As repetições –de ideias e de citações- são inevitáveis, pois não se trata de um livro, mas de um compêndio de artigos, cuja publicação não foi sequencial, mas em momentos e circunstâncias determinadas. Por outro lado, constata-se assim que o importante na vida é ter algumas ideias claras, e repeti-las sempre, dando-lhes colorido novo. Em resumo, um livro para quem gosta do modo hispânico duro. Encontrará no diálogo com o autor – que é uma figura singular, um verdadeiro “quod semper”- um prato cheio e um excelente modo para descansar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.