Javier Moro: “O Sári Vermelho”.

Pablo González Blasco Livros 2 Comments

Javier Moro: “O Sári Vermelho”. Planeta. São Paulo 2009. 559 págs. Leituras na Pandemia- 5 A prosa jornalística de Javier Moro já tinha-me  conquistado quando li O Império é Você, o relato da construção do nosso Império Brasileiro, e as andanças de D. Pedro I, que lhe rendeu o Prêmio Planeta, um dos mais destacados galardões literários na Espanha. Na época,  …

Paula Byrne: “A verdadeira Jane Austen.

Pablo González Blasco Livros Leave a Comment

Paula Byrne: “A verdadeira Jane Austen. Uma biografia íntima”. L&PM. Porto Alegre. 2018. 439 págs. Ganhei este livro a título de presente de Natal, e ficou esperando a sua vez na estante. Chegou-lhe a hora mais de um ano depois, e logo de cara percebi que não é uma biografia -como afirma a autora-  mas uma tese doutoral, pelo conhecimento …

Michael Ende: Momo e o Senhor do Tempo. Martins Fontes.

Pablo González Blasco Livros 4 Comments

Michael Ende: Momo e o Senhor do Tempo. Martins Fontes. São Paulo. 2002. 268 págs. Leituras na Pandemia – 4 Li esta fábula de Michael Ende há muitos anos, e retomei agora por conta da Tertúlia Literária e das leituras pandêmicas……Lembro que na primeira vez, guardei, sim, as reflexões sobre o mistério do tempo, mas parece-me recordar um subtítulo que, …

Axel Munthe: “O livro de S. Michele”.

Pablo González Blasco Livros 2 Comments

Axel Munthe: “O livro de S. Michele”. Ed Globo. Rio de Janeiro . 1947.(La Historia de San Michelle , Ed Juventud Barcelona , 1935. 28 ed. 1990. 461 págs..) Leituras na Pandemia – 3 Após muito anos, agora espicaçado pelos pensadores da Tertúlia Literária, voltei a ler a obra de Axel Munthe. Também é verdade que no intervalo destas décadas -estava …

Jonas Jonasson. O Ancião que Saiu Pela Janela e Desapareceu.

Pablo González Blasco Livros 1 Comment

Jonas Jonasson. O Ancião que Saiu Pela Janela e Desapareceu Ed Record. Rio de Janeiro, 2013. 358 págs. Leituras na Pandemia – 2 Parece que foi o avô do autor, o jornalista sueco Jonas Jonasson, quem inspirou este livro singular. Dele fala no prefácio: “Ninguém conseguia prender a atenção de uma plateia como o vovô, parcialmente apoiado em sua bengala, …

Albert Camus: “A Peste”.

Pablo González Blasco Livros 4 Comments

Albert Camus: “A Peste”. Record. Rio de Janeiro. 1947. 211 pgs. Leituras na Pandemia- 1 No grupo de Pensadores da Tertúlia Literária tínhamos escolhido a obra de Camus no mês de Fevereiro, quando a pandemia ficava muito longe, ainda na Ásia, e não suspeitávamos o que nos vinha em cima. A peste descrita no romance, ficava também distante, no norte …

Anton Tchekov “As Três Irmãs”

Pablo González Blasco Livros 1 Comment

Anton Tchekov “As Três Irmãs” https://oficinadeteatro.com/conteudotextos-pecas-etc/pecas-de-teatro/viewdownload/5-pecas-diversas/109-as-tres-irmas Um livro, para quem tem enraizado o hábito de ler, leva geralmente até outro. Essa quase compulsão de que falava Borges que, mesmo cego, continuava comprando e rodeando-se de livros, da sua amável presença. Foi assim como cheguei até esta pequena obra de Tchekov, decolando da leitura de um livro de memórias de um autor que ama …

Jordan Peterson: “Mapas do Significado. A Arquitetura da Crença”.

Pablo González Blasco Livros 3 Comments

Jordan Peterson: “Mapas do Significado. A Arquitetura da crença”. É Realizações. São Paulo. 2018. 696 págs. Animado por alguns comentários que tinha escutado sobre este autor, e talvez por manifestá-los em voz alta -devo ter dito que nunca tinha lido nada dele- eis que caiu no meu colo este livro no último Natal. Toca enfrentar as quase 700 páginas. E …

Immaculée Ilibagiza; “Sobrevivi para contar”

Pablo González Blasco Livros 4 Comments

Immaculée Ilibagiza; “Sobrevivi para contar”. Ed. Objetiva. Rio de Janeiro. 2006. 340 pgs. “Se não podemos mudar uma situação, mudar a nós mesmos se torna o desafio”. Esse pensamento de Viktor Frankl encontra-se estampado na primeira página deste livro singular. Confesso que me ajudou logo de cara: estava num avião, no assento do meio –não consegui marcar o lugar com …

Balduin Schwarz: “Del Agradecimiento”.

Pablo González Blasco Livros 5 Comments

Balduin Schwarz:  “Del Agradecimiento”. Ed. Encuentro . Madrid. 2004, 47 págs.  Tropecei -literalmente- com este pequeno opúsculo filosófico, enquanto colocava ordem numa das estantes de livros. Nem sei como foi parar lá. Encontrei algumas marcas na margem, que não reconheci como minhas. Talvez algum amigo? Já começa a surtir efeito o título do livro, pelo agradecimento que, no meu caso, brilhou …